E ae pessoas tudo tranquilo?

Esse post é a continuação da série Guia de Tanking, o terceiro e último, que irá dar dicas de como ser um bom tank independente da sua raça/classe.

Trata-se de uma tradução livre do Tanking Guide (WoD 6.0.2) do Icy Veins.

tank_icon

Parte 1 – Propósito e introdução, Perfil de um Tank, Addons, Interface, Atalhos…

Parte 2 – Otimizar Gear, Status, Conhecendo a Luta, Marcando Alvos, Aggro, Ameaça, Rotação…

5.3.1 – Pegando Adds

Bom, além do modo como foi falado aqui de ganhar aggro (dando o pull no boss), você frequentemente encontrará situações em que novos alvos aparecerão, normalmente adds, e entrarão na luta enquanto ela acontece.

O mesmo se aplica ao pull: você tem que ter um plano em mente de como vêoc pegar esses adds no momento em que eles aparecerem. As prioridades das habilidades serão diferentes das que você usou no pull principalmente no caso de adds múltiplos, quando você terá que usar suas habilidades de área (AoE). Além disso o uso dos seus taunts passarão de reativos para proativos.

Conhecer o encontro é crucial, pois é importante saber quando e onde os adds irão aparecer especialmente se você for usar habilidades de ameaça que são aplicadas no chão.

Você também tem que prestar bem atenção no aggro do healer quando for pegar os adds. É basicamente isso, como os healers normalmente ficam utilizando habilidades constantemente, eles vão acabar pegando o aggro dos adds antes que você esboce uma reação. Você tem que se preparar para essa situação, estar bem posicionado e não hesitar em usar o taunt nos adds.

A prática irá te trazer experiencia inestimável sobre qual o melhor modo de pegar os adds em cada luta específica.

5.3.2 – Usando Cooldowns ofensivos

Todas as classes de tank tem algum cooldown ofensivo. Alguns cooldowns podem reduzir o tempo de recarga ou custo de alguma habilidade, enquanto outros simplesmente aumentam o dano causado.

É natural pensar que como um tank você irá focar em utilizar cooldowns de defesa. Porém, para ser bem sucedido em gerenciar o nível de ameaça, especialmente em momentos cruciais da luta (como o pull), é importante usar cooldowns ofensivos também.

5.4 – Manutenção do Aggro

Há momentos em que manter o aggro pode ser difícil, como quando sua gear está bem mais fraca do que as dos DPS, ou quando você tem que trocar de alvo para pegar um outro, ou quando a própria luta concede um dano muito alto nos DPS e não nos tanks.

Em qualquer um dos casos, o melhor jeito de ter certeza que você nunca irá perder o aggro por um longo período de tempo é saber a prioridade das suas habilidades. É essencial entender quais habilidades devem ser usadas no cooldown e quais outras habilidades de gerenciamento de ameaça você irá usar para preencher as lacunas entre as habilidades em cooldown. Conhecer suas habilidades irá, na maioria dos casos, garantir que você não vai perder o aggro.

5.4.1 – A tecla TAB

Usar o TAB para selecionar os alvos é uma técnica muito útil quando está tankando múltiplos alvos e suas habilidades AoE estão em cooldown ou não são eficientes ou suficientes no momento.

Essencialmente, você irá trocar de alvo apertando a tecla TAB (você também pode fazer isso manualmente mas é bem menos eficiente) e aplicar habilidades de alvo único que geram ameaça em cada alvo individualmente. Para melhores resultados, fique de olho no Omen para ver se há alvos que você está com muita ameaça e que não é necessário atacar no momento.

5.5 – Recuperando Aggro (Taunt e Troca de Tanks)

Há duas situações em que você precisará recuperar o aggro de um mob: quando você perde o aggro, sem intenção, para os DPS ou para outro tank, e quando você está participando de uma luta em que há troca de tanks. Enquanto usar taunt para pegar um mob disperso que você perdeu o aggro é relativamente simples, com a troca de tanks nem sempre é tão simples. Primeiro, porém, você tem que entender exatamente qual a melhor forma de usar seu taunt.

5.5.1 – Comto usar o taunt (tauntar)

Usar o taunt (tauntar) normalmente parece ser bem simples né? Mas há alguns pontos que devem ser comentados e entendidos.

Primeiro de tudo, você precisa entender como o taunt funciona e como ele afeta sua ameaça.

Tauntar um mob tem três efeitos:

1 – Força o mob a atacar o jogador que usou o taunt por 3 segundos;

2 – Fornece ao jogador que tauntou a mesma quantidade de ameaça que o jogador que possuía o aggro do mob no momento;

3 – Aumenta a geração de ameaça do jogador que usou o taunt em 200% pelos mesmos 3 segundos.

A tempo que mob passa atacando o jogador vai diminuindo caso o jogador volte a usar o taunt em uma janela de 15 segundos até o ponto em que a habilidade não terá mais efeito. Vale lembrar que todos os taunts tem essa mesma diminuição, por exemplo, se um guerreiro usa um taunt, irá causar essa diminuição de tempo no taunt do paladino que irá trocar de lugar com ele durante a luta.

O taunt só afeta seu nível de ameaça quando você não está no topo da tabela de ameaça do mob. Se você está no topo da tabela (mas não tem o aggro) então o taunt só irá forçar o mob a te atacar e aumentar a geração de ameaça por 3 segundos. Usar taunt quando você está no topo pode ser uma boa maneira de ter certeza que o alvo irá grudar em você pela duração do taunt ou de aumentar a geração de ameaça se você perceber que os DPS estão te alcançando (mas se mesmo assim o aumento na geração não for suficiente para liquidar o deficit de ameaça você pode perder o aggro com o taunt em cooldown).

O cooldown dos taunts são relativamente baixos, e isso é uma das ferramentas mais importantes do kit do tank, logo, não tenha medo de usa-lo. Você pode até pensar que ter que usar taunt é vergonhoso e que pode ser um reflexo da sua falta de habilidade em manter o aggro, essa ideia está muito longe de ser verdade. Um bom tank é aquele que usa livremente e eficientemente seus taunts.

Outra coisa que você tem que entender: se você está prestes a tauntar um mob que você não tem aggro, não se incomode em usar habilidades para gerar ameaça ANTES de tauntar, já que qualquer ameaça que você gere antes do taunt é essencialmente INÚTIL (o taunt vai por você no topo da tabela de ameaça de qualquer jeito). Salve suas habilidades mais importantes e mais fortes para os momentos imediatamente após o taunt (aqueles 3 segundos!). Fazendo isso, irá assegurar que, além de ir direto para o topo da tabela, você poderá gerar uma grande quantidade de ameaça a mais do que todos os outros.

Há um pequeno detalhe em tauntar um mob que você não tem o aggro… não alcança-lo para atacar e aumentar a ameaça. Por casos assim que o posicionamento e conhecimento da luta é sempre importante, esteja sempre próximo dos mobs que você não tem ou perdeu o aggro e só use o taunt neles quando você estiver pronto para atacar senão eles simplesmente irão correr de volta para o alvo anterior depois de passados os 3 segundos do seu taunt. Você pode usar habilidades de longa distância (ranged) para ajudar nessas situações, mas como essas habilidades normalmente são fracas (e com cooldowns longos), essa técnica não é muito confiável.

Finalizando, por conta da diminuição do tempo do taunt e pela falta de benefícios quando usado no momento em que você já tem o aggro, o taunt não deve fazer parte da sua “rotação”. O Taunt deve ser guardado para ocasiões em que é realmente necessário.

5.5.2 – Como fazer a troca de tanks (Tank-Switch)

Há muitos combates que necessitam que os dois tanks tirem o aggro do tank em intervalos de tempo específicos, normalmente por conta de debuffs aplicados aos mesmos.

Apesar dessa prática não ser difícil em si, há três menções a serem feitas:

1 – Entenda exatamente o motivo de tauntar o boss, o porque do boss ser tauntado pelo outro tank e o momento correto de fazer a troca. DBM normalmente alerta você para o momento correto, mas você tem que ter certeza que você pode monitorar os debuffs do outro tank.

2 – Use uma ou mais habilidades de geração de ameaça imediatamente após usar o taunt para garantir que não perderá o aggro logo após o taunt.

3 – Quando o outro tank tauntar pare de usar habilidades que geram muita ameaça por alguns segundo para ajudar o outro tank a estabilizar seu nível de ameaça. Dependendo, em várias circunstâncias, você terá que parar inclusive seu ataque automático.

Adicionalmente, é muito importante observar o posicionamento e o lado que o boss deve estar olhando. Essa regra é especialmente importante contra bosses do tipo dragão que tem ambos ataques de calda e de bafo. O melhor a se fazer é se posicionar exatamente no mesmo lugar do tank que tem o aggro atual, antes de tauntar, desse modo o boss não se move de modo algum.

E mais uma coisa, é importante que você se posicione atrás do boss quando você não estiver tankando ele. Isso assegura que você não vai receber dano extra que o boss venha a causar. Porém tenha em mente que há combates que exigem a presença dos dois tanks na frente do boss.

6 – Sobrevivência

Há o costume de pensar que a sua sobrevivência, como um tank, está totalmente nas mãos dos healers, mas isso não é verdade. Sim, com healers incopententes, você irá morrer e há muito pouco que você pode fazer para se salvar. No entanto, mesmo os melhores healer falharão em te manter vivo se você não fizer uso das ferramentas que você tem disponíveis.

Essa sessão será bem breve mas há alguns pontos importantes que acho que devo mencionar.

6.1 – Sobrevivência Ativa

Cada classe de tank tem várias ferramentas de sobrevivência ativa e mitigação de dano disponíveis. Essas ferramentas são habilidades com pouco ou nenhum cooldown e oferecem grandes benefícios mas são, também, muito caras. Você tem que aprender como fazer uso constante e adequado dessas habilidade em sua rotação, ou então você será praticamente incurável.

Analisar mais profundamente essas habilidades está fora do escopo desse guia, logo, é recomendado que você leia com atenção o guia específico da sua classe.

6.2 – Cooldowns

Toda classe de tank tem ao menos alguns cooldowns de defesa/sobrevivência. Você precisa se familiarizar com o que eles são, como eles funcionam e, o mais importante, você deve tê-los como atalhos bem acessíveis. Além disso, você deve ter em mente que você tem outras ferramentas de sobrevivência disponíveis sem contar os grandes cooldowns, que falamos nessa sessão, como berloques (trinckets) ou cooldowns menores, que falamos na sessão anterior.

6.2.1 – Orientações Gerais

  • Prevenir é melhor que remediar. Exceto se houver uma situação específica na luta em que você tem que guardar seus cooldowns, use-os livremente, quantas vezes forem possíveis.

  • Cooldowns de redução de dano sempre devem ser usados proativamente. Não se incomode em usa-los quando você notar que está com 5% de vida porque já será muito tarde. Use-os se antecipando momentos de dano muito alto ou quando seus healers não puderem te curar.

  • Cooldowns de aumento de vida podem ser usados tanto de maneira proativa como reativa, mas se você tiver escolha você deve guarda-los para quando sua vida estiver bem baixa.

  • Tente evitar o máximo possível juntar cooldowns. Como regra geral se você precisar usar todos os seus cooldowns de uma vez para sobreviver à mecânica da luta, há poucas chances de você sobreviver à luta.

Entender bem a mecânica da luta e a estratégia do seu grupo de raide irá te ajudar tremendamente lhe permitindo planejar seus cooldowns perfeitamente. Prática leva à perfeição.

Adicionalmente, boa comunicação com seus healers não tem preço. Tudo pode parecer estar bem, mas um healer desconectando ou sendo alvo de uma habilidade do boss que o obrigue a se mover são eventos importantes que justificam o uso de um cooldown.

6.3 – Posicionamento e Movimento

Além de não ficar parado em cima de nada que cause dano no chão, que é algo que todo jogador que faz raide deve saber, há outra regra básica e muito importante para todo tank: NUNCA, MAS NUNCA MESMO dê as costas para um mob que está te atacando.

Há uma razão bem simples para isso: quando você está de costas para um mob que te ataca, você não poderá se esquivar, bloquear ou aparar nenhum de seus ataques. Essencialmente, isso significa um altíssimo dano em você, até porque geralmente muitos desses ataques seriam esquivados, aparados ou bloqueados. Isso não vai somente aumentar a quantidade de cura que é necessária para te manter vivo mas pode também tornar completamente impossível te manter vivo.

Mas o que isso significa em termos de movimentação? E se você tiver que mover o boss de um lugar para outro muito rápido? Bem, com certeza, você não vai andar de costas lentamente até lá né. O que você pode fazer é andar de lado. Se você estiver de lado para um mob que te ataca, você continua esquivando, aparando e bloqueando os ataques e, além disso, você mantém sua velocidade de corrida.

Pode ser um pouquinho difícil de se acostumar com isso de imediato mas você sempre poderá pegar um mob com nível abaixo do seu (que não te mate), pegar o aggro e correr dele. Isso vai permitir que você pratique o ângulo exato que você precisa estar do mob. Preste atenção se há registros de que você está esquivando, aparando ou bloqueando, isso indicará que você está na posição correta.

Finalizando, você deve sempre ter certeza que você não deixou o raio de ação dos seus healers, isso seria uma certeza de morte. Em raides é um pouco mais fácil fazer isso pois normalmente não há obstáculos nas salas mas em masmorras é muito mais comum.

6.3.1 – Empurrando (Pushing)

No caso do alvo que você está tankando necessitar ser movido uma curta distância para trás (nesse caso você andaria para frente e o alvo para trás) você pode usar uma técnica chamada Pushing. Para fazer isso, simplesmente ande para frente até você “entrar” no seu alvo, isso vai fazer com que ele se reposicione, alguns passos para trás, e te encare novamente.

Uma alternativa é carregar o alvo para o ponto desejado mas nesse processo você terá que andar muito mais e o alvo vai ter que se virar por um período de tempo considerável fazendo com que essa técnica seja muito menos precisa que o pushing.

NOTA: Alguns mobs que são muito grandes não são muito receptivos a essa técnica.

7 – Maximizando seu DPS e o da sua RAIDE

Segurar o aggro e não morrer são aspectos essenciais de ser um grande tank, mas para irmos para o próximo degrau você tem que entender como cada uma das suas ações impactam no resto da raide.

Há várias lutas que necessitam que você, como tank, posicione ou mova o boss. Fazer isso, geralmente, é um requerimento para terminar a luta com sucesso, mas simplesmente saber quando e onde o boss precisa ser movido não é tudo que você precisa saber.

Para não dificultar a vida dos DPS da raide, você tem que ter em mente que os DPS corpo a corpo tem que estar dentro da área de ataque corpo a corpo do boss para poder atacar. Isso significa que sempre que você mover o boss, você deve ter certeza de move-lo o mínimo possível até atingir seu objetivo. Quão menos você move o boss, menos os DPS corpo a corpo vão ter que se mover para te acompanhar e assim mais de DPS eles poderão fazer.

Adicionalmente, você precisa entender que DPS corpo a corpo precisam atacar mobs pelas costas para terem um DPS competitivo. Isso tem duas implicações:

  • Você tem que manter o boss olhando sempre para o mesmo lado, o máximo possível, para que os DPS não precisem se reposicionar.

  • Você tem que se certificar que não há fogo ou outras coisas que causem dano atrás do boss deixando impossível para os corpo a corpo atacarem por alí.

De fato, enquanto um bom tank sabe quando mover o boss de um lugar para outro, um excelente tank o move de uma maneira eficiente para os jogadores DPS.

Finalizando, tenha em mente que, mesmo gerando ameaça o suficiente para manter o aggro e se manter vivo na luta, você pode ainda melhorar sua própria performance. Qualquer DPS extra que você venha a fazer será adicionado ao DPS da raide e irá, mesmo que numa parte pequena, ajudar a matar o boss mais rápido.

8 – Liderança e Atitude

Como um tank, você querendo ou não, você está numa posição única de controle sobre o grupo. Healers e DPS podem ser designados como líderes ou eles podem querer liderar mas no fim das contas eles não podem fazer nada sem você.

Desse modo, normalmente, é preferível que um tank seja o líder simplificando muito problemas que possam acontecer. Alem disso, por conta da atração que líderes sentem pela posição de tank, normalmente espera-se que o tank tenha essa qualidade por padrão.

Então, quais qualidade um tank deve ter em termos de liderança? Ele tem que ser confiante, não podem ter vergonha de falar, devem saber perfeitamente bem o que eles querem que o grupo faça (que, aliás, deve ser a coisa certa a fazer e aí vem a importância de conhecer a mecânica das lutas) e ele precisa ter vigor para fazê-lo.

Tanks têm muitas responsabilidades, até porque um erro do tank pode levar a um wipe muito mais facilmente que um erro de um DPS ou Healer levaria. Por essa razão, tanks são os que são mais criticados. Mas, porque, como dissemos, ser tank trata-se de confiança, você não pode se deixar abalar pelas críticas! Se você realmente errou, assuma a culpa, aprenda com o erro e se desculpe mas não deixe que isso o impeça de se manter no controle.

9 – Conclusões

E aqui concluímos o Guia de Tanking. Se você leu do começo ao fim, você sabe agora exatamente o que é um Grande Tank e o que você precisa para chegar lá.

Você tem que entender, no entanto, que tankar, mais do que qualquer outro papel no jogo, é sobre repetição e prática. Somente quando você já fez algo muitas vezes você será bem confiante que poderá fazê-lo novamente sem esforço e rapidamente. Então, se você está pensando por onde começa, lembre que você não pode praticar tanking em um boneco de treino. Há alguns passos que você pode seguir:

  1. Configure sua interface, addons, atalhos e faça algumas quests de nível alto para se familiarizar com as novas configurações;
  2. Procure informações táticas sobre os bosses (e outros mobs [trash] também se posísvel) de uma masmorra heroica específica e simplesmente vá lá e faça! Você pode fazer com amigos de guilda que podem te dar um suporte, mas a anonimidade do Localizador de Masmorras deve ser melhor para você;
  3. Seja educado e atencioso com seus colegas de grupo mas não se incomode com o que eles podem vir a falar;

Se algo aqui pareceu assustador, não tema, e lembre que a melhor qualidade de um tank é a confiança! Lembre-se que todos nós perdemos aggro, acidentalmente usamos gear de DPS ou caímos de plataformas.

Categories: destaques, guias

2 Responses so far.

  1. Daniel disse:

    Jogo de tanker faz um tempo e sou um apaixonado pela função, sobre este guia eu posso dizer sem errar, Perfeito! Deveria ser leitura obrigatoria para tankers!

    Abraço!

  2. […] Parte 3 – Pegando Adds, Manter e Recuperar Aggro, Sobrevivência, Cooldowns, Posicionamento, M… […]

Leave a Reply


Destaques

Tank

Guia de Tanking - Parte 3

E ae pessoas tudo tranquilo? Esse post é a continuação da série Guia de Tanking, o ...

Tank

Guia de Tanking - Parte 2

E ae pessoas tudo tranquilo? Esse post é a continuação da série Guia de Tanking, o ...

445921

Guia rápido de missões de se

Básico das missões de Malho Imponente Existe apenas 4 missões de Malho Imponente no jogo que podemos escolher. Uma ...

Posts Populares

Guarnição

Resumo das novas Que

Visão Geral Com o Patch 6.1 vieram muitas mudanças e uma ...

FICHA_DO_WOW_SLIDE

Ficha de WoW: Facili

Pois é pessoas, o que muitos temiam mas que pode ...

Corcel Crinagris

Nova montaria do Rec

Foi anunciada hoje a tarde a nova montaria que será ...

Tank

Guia de Tanking - Pa

E ae pessoas tudo tranquilo? Esse post é a continuação da ...

Tank

Guia de Tanking - Pa

E ae pessoas tudo tranquilo? Esse post é a continuação da ...